Casos Clínicos

Home / Homeopatia Veterinária / Casos Clínicos
1- CANINO APOLO – P.ALEMÃO – M – 9 A

DIAGNÓSTICO CLÍNICO: AVC DIREITO COM HEMIPARESIA DO LADO ESQUERDO

DATA: 29/07/1992

MOTIVO DA CONSULTA: Há 2 dias teve um quadro febril com anorexia e abatimento. À auscultação a proprietária (veterinária patologista), percebeu uma irregularidade nos batimentos cardíacos, taquicardia e uma troca de apoio frequente.

O exame físico feito pelo cardiologista veterinário do HCV, revelou – arritmia, ausência de sopros e de edema, pulso forte, cheio e irregular.

Medicação prescrita no momento pelo outro colega – Procainamida.

Em 30/07/92 teve uma convulsão, com ataxia, flexão dos carpos, hemiparesia esquerda e perda da capacidade de reconhecer as pessoas de seu convívio. Só havia tomado a Procainamida nesse dia.
Em 01/08/92 a colega me abordou ao sair de uma aula da Faculdade, preocupada com a situação do Apolo, implorando-me que lhe desse uma homeopatia para o caso – missão difícil, já que se tratava de um paciente lesional grave, com o envolvimento de um órgão nobre.
Tratava-se de um animal calorento e os problemas dermatológicos sempre agravavam no tempo quente.

Doenças anterior:  pio dermatite por estafilococos desde os 6 meses de idade, controlada por medicação variada.

ECG – revelou taquicardia ventricular multifocal.

SINTOMAS ESCOLHIDOS:  fraqueza de memória, hemiplegia após apoplexia, paralisia unilateral após apoplexia, agravação pelo calor, inflamação do coração, palpitação tumultuosa.

PRESCRIÇÃO HOMEOPÁTICA: REMÉDIO NA POTÊNCIA CH30 … XX / 20 cc – 3 gotas de 1-1h, no dia . Após a melhora, passar para 5 gotas 1-2 x dia.

EVOLUÇÃO: No dia 3 ligou informando-me que o animal havia melhorado, caminhava melhor, comia e já reconhecia as pessoas. No dia 4 fez outro ECG de controlo que evidenciou um ritmo sinusal em todas as derivações, sem qualquer batimento ventricular prematuro, como ocorrera no 1º exame.

2- EQUINO CAROLO – PSI – MC – 7 A

DIAGNÓSTICO CLÍNICO:  HEMOPTISE APÓS ESFORÇO

MOTIVO DA CONSULTA: Tosse e sangramento nasal após esforço. Sua muito após o exercício.

Doenças anteriores: em 1990 – teve gripe e foi medicado com medicação convencional; teve uma infeção numa pata anterior e deu um coice na dona quando esta estava a fazer-lhe o curativo.

Apetite - bom –  ração, milho, alfafa e pasto. Tem preferência pelo milho e pela ração.

Sede –  grandes quantidades.

Defecações –  normais – por vezes mais amolecidas.

Micções –  volumosas

Mentais: Gosta de correr, fica bem louco; sempre ganhava uma corrida – dispara a correr. É “ciumento” com a comida e não quer que a dona dê o pasto ao outro cavalo. Fica bravo quando o outro cavalo tenta comer o seu alimento (morde e coiceia).

Tem medo de trovões – sai da cocheira e corre para a pista; assusta-se com movimentos bruscos na pista ou em outros lugares. Tem medo que lhe batam com o chicote. Também se assusta com ruídos. Gosta de ser paparicado. Gosta que passem a mão, de encostar a cabeça em alguém.

  1. FÍSICO: Impaciente com as moscas; mucosa nasal congestionada; corrimento ocular mucoso, mais intenso à direita.

Pulmões – silêncio à direita e estertores à esquerda.

Quartelas – inchadas; sobre osso na coroa.

SINTOMAS ESCOLHIDOS:  Medo de tempestade; sobressalto por barulho; congestão (hiperemia do peito). tosse por esforço; hemorragia durante a tosse; transpiração abundante.

PRESCRIÇÃO HOMEOPÁTICA: 1ª – Remédio em CH 30 – DU; 2ª – o mesmo remédio em CH 200 – DU – 30 dias após.

EVOLUÇÃO: Cura total após a 2ª prescrição.

3- CANINO PERESTROIKA – CHOW CHOW – F – 1A 5M

DIAGNÓSTICO CLÍNICO: ENDOCRINOPATIA POR DISFUNÇÃO OVARIANA

DATA: 16/06/1991

MOTIVO DA CONSULTA: Há 5 meses quando se apresentava pela 2ª vez na pista de uma exposição canina, levou um susto muito grande quando ajustaram o altifalante muito alto. Não quis fazer mais nada, só queria ir embora, corria muito de medo e na viagem de carro ficou muito arfante.

Após o susto começou a apresentar muitos problemas – lesões nas coxas, perda de pelo, hiperqueratose, hiperpigmentação que se alastraram para  a região do ânus e áreas peri genitais e abdómen.

Foi para outro “handler” e melhorou um pouco – é muito boa para desfilar.

Entrou no 1º cio aos 7 meses de idade e o 2º que seria em Março, não ocorreu.

Tem muito medo do escuro, de ir para a rua – agarra-se nas pernas da dona e sempre quer ficar acompanhada.

Doenças anteriores:  nenhumas.

SINTOMAS ESCOLHIDOS:  transtorno por susto, ansiedade, supressão do cio, perda de pelo, hiperqueratose, hiperpigmentação nas áreas peri-genitais, ânus e abdómen

1ª PRESCRIÇÃO HOMEOPÁTICA: REMÉDIO NA POTÊNCIA CH30 … XX / 20 cc – 3 gotas de 1-1h, no dia . Após a melhora, passar para 5 gotas 1-2 x dia.

EVOLUÇÃO: 07/07/91 (21 dias de medicada) – não está tão assustada nem com medo de escuro. Ainda se agacha um pouco quando se assusta. Coça-se muito menos e o pelo está crescendo. Não gosta de barulho e quando não gosta de algo, rói as madeiras. Está prudente, como que se preparando para qualquer eventualidade. Faz tudo muito apressadamente.

2ª PRESCRIÇÃO HOMEOPÁTICA: Rem. A CH 200.

EVOLUÇÃO: 08/08/91 (53 dias de medicada) – Está, bem. Caiu uma tempestade grande e não ficou com medo. Continua com pressa, muito precipitada. Coça-se apenas na parte interna das coxas e nas patas. Parece estar mais autoconfiante.

Entrou no cio no dia 27/07/91 e acasalou no dia 01/08. Manipula os machos, mais provocante.

No último cio, o ciclo foi maior que o de 27 de Julho. Os pelos cresceram bem. Come bem.

3ª PRESCRIÇÃO HOMEOPÁTICA: Rem. A 1000 FC.

EVOLUÇÃO: Não precisou de mais medicação – melhora progressiva, até crescimento completo dos pelos.

#mk-accordion-5deac9bfc189f .mk-accordion-pane{ background-color:#fff; }

Start typing and press Enter to search